top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Ativistas do São Francisco de Assis estão em campanha para reduzir o frio dos cães do Canil

Foto: divulgação

Animais confinados no Canil Municipal sofrem com as baixas temperaturas

Quando as temperaturas caem durante as estações frias no Sul do Brasil, não são somente os humanos que sofrem com frio. Os animais, entre eles os cães, também precisam de cuidados especiais, cuidados estes que são mais difíceis quando se trata de cachorros e cadelas confinados no Canil Municipal de Piratini, administrado pelo Projeto São Francisco de Assis que também gere a Ong Amigo do Bicho.


Diante disso, as ativistas do projeto estão em campanha que visa mobilizar a comunidade a doar tapetes, toalhas e cobertores que não são mais usados, para os bichos que foram abandonados nas ruas pelos seus antigos tutores.


“A maioria dos cães que estão no canil são vira latas, portanto, de pelo curto, o que dificulta que se aqueçam com tanto frio. Todas as baias e casinhas tem cobertas, mas com frequência estas tem que ser descartadas após duas lavagens, o que ocorre para evitar a contaminação por doenças que existem no local”, explicou a voluntária do São Francisco, Elenara Adamoli.


Ela disse também que o volume de castrações é grande, e quando ocorrem, necessita-se de cobertas que nunca foram usadas por eles para esquentá-los, o que leva as ativistas a descartarem muito do que foi doado anteriormente, e que outra dificuldade surge quando ocorrem muitos dias chuvosos, pois os agasalhos ficam úmidos e precisam ser trocados.


Os itens em desuso e que servirão para reduzir o frio dos animais, podem ser deixados na loja M&F Designe, na Geoplan e na clínica veterinária Recanto Saúde Animal, parceiras do Projeto São Francisco de Assis.


Reportagem: Nael Rosa

63 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page