top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Concluída a restauração da Casa de Garibaldi que vai abrigar a Casa de Cultura de Piratini

Foto: Nael Rosa

Autoridades e envolvidos no restauro do prédio estiveram presentes no ato de entrega

Por toda a história na qual esteve envolvida, sendo abrigo para o herói farroupilha italiano, Giuseppe Garibaldi, e para o jornalista Luigi Rossetti, além de abrigar a Tipografia Republicana Rio-Grandense, a Casa de Garibaldi, tombada em 1941 pelo Instituto do pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é um dos prédios mais importantes do estado.


Na terça-feira (19) a residência, que exibe traços da arquitetura luso-brasileira e é o ponto número 24 da Linha Farroupilha, um percurso de 880 metros que abrange edificações, áreas urbanas e monumentos ligados à memória da cidade de Piratini, foi, após ter seus 11 cômodos totalmente restaurados, foi entregue novamente à Prefeitura em uma cerimônia que reuniu autoridades do município e também estaduais, além de pessoas envolvidas no projeto que começou em 2018 através da Ato Produção Cultural e do Ministério da Cultura, com patrocínio da Corsan através da Lei Rouanet.


O projeto foi desenvolvido pela arquiteta Helenice Macedo do Couto e a obra foi executada pela Nexo Engenharia e a Data Construtora, sob a responsabilidade dos engenheiros civis Michel Guimarães, José Dinarte Ibeiro e arquiteta Bibiana Knapp Wustrow.


“A conclusão desta restauração nos inspira para futuros trabalhos e devemos ser persistentes em se tratando de restauro. Devolver à cidade este bem tombado restaurado, fruto de longos anos de trabalho é maravilhoso. Um prédio simples, mas cheio de simbolismos e que servirá para perpetuar a Cultura em Piratini”, diz Helenice, ao se referir ao futuro das instalações que, através de uma iniciativa da vereadora, Cleuza Manetti (MDB), se tornará a Casa de Cultura Garibaldi, abrigando diversas manifestações artísticas, como a Escola de Música do Rotary Clube, a Fábrica de Gaiteiros Renato Borghetti e o Grupo de Artes EncenaAção.


Roberta Araújo Manaa, produtora cultural e proprietária da Ato Produção Cultural, destacou a importância do patrimônio entregue à comunidade e que agora se torna um local responsável por abrigar as futuras gerações que, através de suas manifestações, garantem que a história continuará a ser contada.


“Quando realizamos um trabalho de restauração, passamos muito tempo envolvidos. Assim criamos um afeto maior do que simplesmente a apreciação histórica, pois além de entender a importância de tudo que fazemos e também da manutenção desse patrimônio para as futuras gerações, é uma alegria muito grande ver, enfim, o que fizemos sendo utilizado da forma como já conseguimos enxergar hoje, ou seja, esse prédio volta a ter vida com inúmeras manifestações culturais, então é uma alegria imensa”, garante Roberta.


Muito emocionada, ao ponto de ir às lágrimas, a secretária estadual de Cultura, Beatriz Araújo, responsável por projetar em 2017 a restauração, enfatizou os sentimentos que nutre por Piratini, mas também destacou a sua alegria em ver o prédio pronto e agora destinado para as expressões culturais no município.


”Estou muito emocionada. Já na estrada, quando me dirigia para a Capital Farroupilha, comecei a me reencontrar com Piratini, terra que me causa muita comoção não só pela força que tem, mas ainda pelas memórias que essas ruas guardam de vultos que foram tão relevantes em momento tão emblemáticos do Rio Grande do Sul. Acompanhar este ato de entrega da Casa de Garibaldi só não é mais fantástico do que passará a acontecer a partir de agora, quando este lugar passa a abrigar diferentes manifestações culturais que vão tomar todos os cômodos onde um dia foi escrito e impresso o jornal “O Povo”, veículo por onde passou toda a história da Revolução Farroupilha”, concluiu.


Reportagem: Nael Rosa

Colaboração: Bianca Ricci


122 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page