• Nael Rosa

Na Semana Santa 2022, Casa do Peixe disponibilizará 3 toneladas de pescados para Piratini

Foto: Nael Rosa

Para o período santo, equipe da Casa do Peixe foi reforçada

A Casa do Peixe está completando um ano de atividade no berço farrapo, e a preferência da população pela empresa do casal Caimi Wisckow e Aline Rosa fizeram com que o estabelecimento situado na Davi Canabarro, 238, centro da cidade, alcançasse a condição de referência no tocante à venda de pescado em Piratini.


Para a família foi importante trocar o ponto de localização antes situado na Borges de Medeiros, o que além de facilitar o acesso dos clientes, permitiu que as vendas dobrassem em um pequeno espaço de tempo.


“Já no primeiro mês no novo endereço foi possível dobrar as vendas”, relembra Wisckow, que com a proximidade de mais uma Semana Santa garante estar bem estruturado para atender a clientela.


“Nos reorganizamos com mais freezers inclusive. Agora é possível disponibilizar até 800 quilos de peixe aqui. Esperamos estar preparados para a grande procura que certamente teremos, e para que não falte pescado a exemplo do que ocorreu por quatro dias consecutivos em 2021, o que nos obrigou a reabastecer o estoque, este ano já compramos três toneladas de peixes”, informa o empresário que contará com um super reforço no atendimento, já que a equipe de atendimento terá nove componentes.


Diante da dificuldade que o estado atravessa em fornecer os peixes de água doce como a traíra o e jundiá, por exemplo, os empresários optaram por diminuir a variedade e trabalhar mais com animais sem espinho e provenientes de oceano, ou seja, peixes de água salgada.


“Quem compra na Casa do Peixe já tem preferência por cortes sem espinho, pois passou a conhecer, consumir e gostar do que leva para casa. Apostamos na cabrinha, no cação, caçonete e no filé de anjo, este último, sem dúvida, o mais vendido. Inclusive colocaremos à disposição uma tonelada dele para venda. Com isso esperamos que não falte”, disse Wisckow.


Ele acrescenta que os preços estão atrativos, inclusive abaixo do encontrado no Mercado Público de Pelotas, antes referência para a população de Piratini na hora de adquirir pescados.


“Vendemos peixe 20% abaixo do preço praticado em Pelotas. Conseguimos vender abaixo porque temos bons fornecedores que já garantiram o estoque para atender a procura que geralmente começa dez dias antes do período santo”.


Ele encerra garantindo que para 2022 a estrutura ampliada vai proporcionar que eles não sejam surpreendidos pela busca ocorrida ano passado, e como forma de agradecimento aos clientes, todas as compras concorrerão a prêmios para celebrar o primeiro aniversário da Casa do Peixe.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com



978 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png