• Nael Rosa

Comissão Jovem do Sindicato promoveu a 1ª edição da Chara Jurídica

Foto: Nael Rosa

Complexidades na gestão de uma propriedade rural foram discutidas

A Comissão Jovem do Sindicato Rural de Piratini promoveu na noite da quinta-feira (5) nas dependências do Parque da Associação Rural, uma charla jurídica, onde os presentes puderam debater sobre segurança na gestão de propriedades rurais onde todos, mas principalmente os jovens, ficaram a par das complexidades que envolvem os negócios da família.


Monique Barbosa, secretária da Comissão, destacou que dentro do grupo há muitas dúvidas no que diz respeito à gestão das propriedades e que os herdeiros ainda se sentem despreparados para assumir tal responsabilidade.


“A grande maioria são filhos e netos de sócios do Sindicato que vão herdar uma propriedade. Admitimos que ainda nos sentimos despreparados para assumir a gestão como um todo, pois cada uma tem sua particularidade, e diante disso há a impressão de que nunca estaremos capacitados para tal responsabilidade”, entende Monique.


Ela acrescentou que ainda é difícil conversar com as pessoas envolvidas, pois há o choque de ideias entre o que pensam os jovens e os mais experientes, mas que sua geração está com muita vontade de aprender.


“É o novo se chocando com o experiente, mas queremos agregar com nossos pais e também com as pessoas que vão nos fazer agir dentro da lei, portanto, eventos como o que estamos promovendo nos aproxima da diretoria e das autoridades, o que nem sempre é fácil, pois nos sentimos um pouco engessados em relação a isso”.


Entre os presentes, Luís Fernando Pires, assessor da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul ( Farsul), que falou sobre as várias questões que envolvem uma propriedade e seus donos, como a tributárias, fundiárias, ambientais e trabalhistas.


“A Farsul atua em todos estes temas que envolvem o dia a dia do produtor e os riscos que existem para quem está preocupado em produzir alimentos, cuida do cotidiano de sua propriedade, mas também têm que fazer gestão da mesma, sempre atento aos riscos que estão por trás disso”, destacou Pires.


Ele disse ainda que eventos como a charla servem para mostrar aos jovens tudo que envolve o cotidiano da produção diante da legislação complexa que o Brasil possui.


“Hoje temos projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional que afetam os produtores. O de defensivos agrícolas, questões relacionadas ao bem estar animal, como por exemplo, a proibição da exportação de gado em pé que fere a livre iniciativa do produtor, e uma série de outras questões que tramitam no parlamento e que nós estamos atentos para passar aos sindicatos rurais para que este repasse ao produtor rural e ainda aos jovens para a gestão de suas propriedades”, conclui.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

103 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png