• Nael Rosa

" As pessoas nos receberam chorando" conta coordenador após queda de granizo

Foto: Juciara Silva

Granizo perfurou telhados e destruiu plantações

Os moradores situados a partir do Rincão da Figueira, localidade rural de Piratini, quinto distrito, até a divisa com o município de Herval, portanto passando por todo o segundo distrito onde estão oito assentamentos, vivem o drama e os prejuízos causados pela queda do granizo, evento que chegou a durar até vinte minutos em alguns locais.


Pedras do tamanho ou até maiores que bolas de tênis, causaram destruição total no telhado de no mínimo cem casas e também de plantações de milho, soja e feijão.


Segundo Adilson de Oliveira, coordenador municipal de Defesa Civil, ele passou cerca de 12 horas do dia seguinte à situação avaliando os estragos provocados pelo gelo, mas não deu conta, pois a demanda é muito maior.


“Visitamos, cadastramos e distribuímos lonas para serem usadas em cem casas, todas no segundo distrito. Hoje, domingo (13), faremos o levantamento no quinto distrito, Isso nos faz ter a certeza de que o município terá que decretar situação de emergência e com isso buscar ajuda dos governos estadual e federal, pois sozinhos nós não vamos conseguir ajudar todos”, afirma Oliveira.


Ele classificou a situação como dramática e se sensibilizou com o drama encontrado durante as visitas de avaliação e cadastramento.


“É dramático o que eles estão vivendo. O granizo destruiu a plantação, furou os telhados de telhas de amianto de casas e galpões e em algumas também perfurou os forros de madeira das residências. As pessoas nos receberam chorando. É muito triste”, lamenta o secretário.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com



419 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
1/2
1/2
Registre-se no nosso site e receba avisos de novas notícias!
  • perfil oficial

© 2021 por Nael Rosa. Produzido por Piratini Commerce