top of page
  • Nael Rosa

Reviravolta: coordenadora se empenha e República Rio Grandense permanecerá em dois turnos

Foto: divulgação

Para 2023, escola conta com apenas 84 matrículas

A Escola República Rio Grandense, situada no Cancelão, bairro distante dez quilômetros da sede, em Piratini, não terá mais um dos seus turnos fechados, algo que já estava decidido pela Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), em virtude do baixo número de matrículas para 2023.


A boa notícia foi dada à reportagem pela coordenadora da 5ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Alice Maria Szezepanski, que recentemente esteve reunida com pais ou responsáveis para ouvi-los sobre a decisão, reunião que segundo ela, foi crucial para seu empenho junto à Seduc com o objetivo de manter o educandário funcionando em dois turnos.


“Isso não vai acontecer, o turno não será fechado, pois me empenhei junto à Seduc e foi reconsiderado. O que me levou a isto foi a manifestação muito pertinente de uma das mães presentes à reunião, de nome Vanessa, que considerei uma fala muito sensível e nos mostrou que há interesse da comunidade em ajudar a atrair mais matrículas”, disse a coordenadora.


Ela acrescentou que atualmente a República Rio Grandense tem apenas 84 matrículas, daí a decisão do estado em acabar com um dos turnos, e que pretende ampliar esse número através de um trabalho conjunto que envolve várias ações.


“Dei minha palavra à Secretaria de Educação de que vamos atuar através de um trabalho pedagógico conjunto que envolverá ainda professores e funcionários e a realização de novas eleições para a direção do colégio, para que possamos ajustar condutas com relação a legislação estadual, mas antes disso, tentaremos fazer com que então alunos retornem à escola para não cogitarmos mais acabar com nenhum turno”, conclui Alice Maria.


Reportagem: Nael Rosa

484 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page