top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Ex alunos do Ponche Verde na década de 60, se reunirão novamente dia 9 de dezembro


Foto: Nael Rosa

Ex aluna do Ponche Verde, Lisete, que está envolvida na organização, garante estar empolgada com o novo encontro

O saudosismo e a alegria de reencontrar os colegas e também amigos 60 anos depois, certamente será a tônica do encontro dos ex-alunos do Curso Normal Regional do Instituto de Educação Ponche Verde, evento que acontece em Piratini dia 9 de dezembro.


De acordo com Lisete Maria Frizzo, uma das que frequentaram a graduação em 1963 e que agora está envolvida na organização junto aos demais, o grupo já se reuniu há dez anos atrás no município, oportunidade em que celebraram meio século da formação, quando puderam, depois de muito tempo, rever-se e matar a saudade que tinham um dos outros, bem como relembrar episódios da época em que eram apenas jovens sonhadores dando os primeiros passos visando a vida profissional.


“Nessa época, anos 60, quem concluía o Ensino Fundamental já passava direto para o Curso Normal Regional, que durava quatro anos e, ao final, todas se formavam professoras. Vinha gente de várias cidades para estudar em Piratini. Eu sou um exemplo, pois vim de Caxias para cá, acabei me apaixonando pela cidade e fiquei em definitivo”, recorda Lisete.


Como a graduação em questão tinha quatro níveis, ela conta que o novo encontro entre eles despertou o interesse enquanto participação, de outros ex- alunos do Ponche Verde que também fizeram o mesmo curso, e com a facilidade em comunicar-se pelas redes sociais, o evento dessa vez será maior, já que até agora, 60 pessoas confirmaram a presença.


“Pegou força. Então este ano organizamos um grupo de WhatsApp, o que permitiu aos organizadores divulgar mais o evento de 60 anos de formação da nossa turma. Com isso, outras pessoas que também foram estudantes, mas em níveis diferentes, mostraram interesse em estar nessa confraternização que terá, entre outras atividades, um jantar de confraternização na Associação Atlética Banco do Brasil”, destaca.


Lisete, diz estar empolgada em rever outra vez os amigos, o que ocorre com todos que retornarão à terra pela qual há uma gratidão coletiva, afinal, foi na Capital Farroupilha que eles celebraram a primeira formatura da vida, passo importante para após, evoluir na vida, inclusive a profissional.


“Somos todos idosos, então será um momento lindo de lembranças, saudades e gratidão pelo lugar onde começamos nossa vida profissional. Isso alimentará a alma, causará uma alegria imensa e nos permitirá, ao menos por alguns momentos, voltarmos a ser adolescentes onde fomos muito felizes”, conclui.


Reportagem: Nael Rosa



354 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page