• Nael Rosa

Família de Pingo diz estar desesperada em busca de notícias

Foto: Divulgação Facebook

Pingo teria sido estrangulado com um lençol e colocado dentro de um roupeiro

O desaparecimento de um pelotense, que mora em Piratini, fato notado na noite de quinta-feira ( 1 ), ocasiona desespero e deixa muitas indagações na família.


Conhecido como “Pingo“, Mário Sérgio Silveira Nunes, 49 anos, teria sido morto por estrangulamento e, após ser assassinado, o corpo teria sido colocado em um guarda roupas e transportado por um veículo que faz frete no município.


A revelação foi feita à reportagem Eu Falei na noite seguinte ao crime, por um advogado piratiniense que requisitou anonimato no tocante ao seu nome.


“Eles, um homem e uma mulher, usaram um lençol para matar Pingo. Depois puseram o corpo dentro de um roupeiro, chamaram um frete e ameaçaram outra pessoa com um revólver colocado na cabeça para que ele ajudasse colocar o móvel no carro. Essa pessoa está, com minha ajuda, escondida na zona rural e garantiu que vai revelar tudo à policia”, relatou o defensor .


O provável assassinato trouxe a Piratini, na sexta-feira (2), uma parte da família do desaparecido que veio à cidade em busca de informações.


Conversamos com uma irmã de Pingo e essa disse que outro irmão foi à Polícia Civil, mas que nada sobre o desaparecido havia, até então, sido registrado.


“ O que sabemos é que nosso irmão foi recentemente abordado pela polícia. Com ele e outra pessoa os policiais teriam encontrado drogas e dinheiro. Para nós, o que chegou foi que os procedimentos de praxe foram realizados, mas meu irmão não foi mais visto. Queremos notícias , mas essas não podem ser falsas, pois estamos recebendo muitos trotes”, disse uma das irmãs da possível vítima.


A família já registrou um boletim de ocorrência na polícia e informações podem ser direcionadas à nossa reportagem.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 53 9- 99502191

E-mail: naelrosaeufalei@gmail.com

2,874 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
eufalei.png