top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

o gesto de amor que se replica: outros 1930 pães foram preparados, doados e serão levados para os desalojados em Pelotas, nesta segunda (13)

Foto: Nael Rosa

Tatiane, amigas e outros familiares, bem como Carla Leão, seguiram o exemplo das moradoras do Rodeio Velho

O ato solidário das quatro moradoras do Rodeio Velho que esta semana prepararam e doaram 680 pães parar cessar parte da fome de alguns atingidos pelas cheias na região da grande Porto Alegre, sendo esta história destaque no Eu Falei, levou a outras nove mulheres e dois homens, seguir o lindo exemplo e fazer o mesmo, mas desta vez, para ajudar 160 pessoas desalojadas em quatro condomínios na vizinha Pelotas, cidade que, infelizmente, também teve alguns bairros, entre estes o Laranjal, inundado.


Sandra Ulguim, Valéria e Zilda Zarnot, Rose Pires, responsáveis pela primeira ação, a repetiram, mas desta vez, receberam o reforço das também amigas, Delaci Gomes e Eunice Colares. Juntas, no sábado (11), desdobraram 70 quilos de farinha que foram doados, o que resultou em mais 1.220 pães caseiros.


O vídeo onde elas comunicavam  para a também piratiniense, Moira dos Santos Dias, responsável pelo projeto social, Amor Solidário, no município pelotense, que iriam ajudar, preparando e doando o alimento sagrado, viralizou no Facebook.


A postagem teve milhares de visualizações, sendo isso essencial para que Carla Leão, 45 anos, que também ganha a vida fazendo e vendendo pães, colocar as mãos à massa, fazer e doar 390 unidades.


Mas a causa sensibilizou e tocou o coração ainda de Tatiane Damasceno, 39 anos, Karolaine da Silva Valente, a Karol, 24, Cláudia dos Santos Damasceno, 55, Camila Silva, 34, Isabele de Lima, 15, além de Fábio Schulz, 33, e Geralci Machado, de 48 anos.


Juntos, eles sovaram e assaram, para, após doar, 320 pães, sendo o resultado final de tamanha mobilização, 1930 pães caseiros, cujo ingrediente principal foi o extremo amor ao próximo, algo que, também, estas pessoas entendem serem a obrigação de todos nós, seres humanos, já que este foi um dos tantos exemplos dados e  ensinados por Jesus  Cristo há 2024 anos atrás, que, inclusive na última ceia antes da Via Crucis, que terminou com sua crucificação, repartiu o pão entre os seus apóstolos.


“Nossa intenção inicial era preparar marmitas e lavá-las para Pelotas. Mas como temos que tomar muito cuidado com relação ao tempo máximo para que comida seja consumida quando acondicionada, que é de uma hora, tivemos medo que, como precisaríamos nos deslocar de carro para doar, a comida chegasse contaminada até as pessoas que necessitam. Eu e Karol nos sentimos tristes e frustradas em não poder ajudar”, relatou Tatiane Damasceno.


“Foi quando vimos a ação da Sandra Ulguim e suas amigas, fiz contato, perguntei como deveria fazer, juntei mais amigas, minha mãe, meu cunhado, meu marido, Geralci, e, é claro, também nosso filho, Bernardo, de pouco mais de dois anos que, de alguma forma, também ajudou. Fizemos nossa parte e estamos muito felizes”, arrematou Tatiane, para, após, abraçar Karol e, juntas, comemorarem o que, elas, mas não somente elas, fizeram para os nossos semelhantes.


Os pães partirão de Piratini no início da tarde desta segunda (13). Serão necessários dois carros para transportá-los, sendo estes, também oferecidos por pessoas que, de alguma forma, querem colaborar. O mesmo fizeram outros tantos que doaram R$ 430,00, valor mais do que suficiente para pagar o combustível a ser usado na viagem, sendo o montante excedente, pois o gasto total com o deslocamento é será de R$242,00, guardado para outras ações também direcionadas a Pelotas no máximo, no próximo sábado.

 

 

86 visualizações

Commentaires


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page