• Nael Rosa

Médicos farão nova cirurgia para tentar salvar o braço da idosa atacada por cadela da raça pitbull

Foto: divulgação

Idosa relata os momentos de pânico que passou ao ser atacada pelo cão

Parte dos cirurgiões do Hospital da Santa Casa de Pelotas fará nos próximos dias uma tentativa para tentar salvar o braço direito de Alzira Grigolo, idosa de 70 anos atacada dia 19 de março por uma cadela da raça pitbull no Assentamento Santo Antônio, zona rural de Piratini.


Será um procedimento em que os médicos retirarão tecido de outro local do corpo para implantar no membro dilacerado pelo animal, sendo que o mesmo ocorreu com o rosto, pernas e com o braço esquerdo que já foi amputado.


“Estamos aguardando a cirurgia para que pelo menos minha mãe possa usar uma das mãos, pedido pelo qual eu clamei aos médicos que cogitaram amputar os dois braços”, falou Roseli Severo, filha da vítima.


Por telefone a idosa conversou rapidamente com nossa reportagem, oportunidade em que recordou os momentos de terror que passou naquela tarde enquanto se deslocava a pé para a casa de um dos filhos.


”Graças a Deus estou me recuperando, mas sofri muito para escapar das mordidas da cadela. Ela não deixava eu fugir, já que eu me levantava e ela me derrubava de novo. Depois que ela me machucou bastante, cansou, foi quando consegui levantar e seguir em busca de socorro”, recorda Alzira.


A filha Roseli diz esperar que o pior já tenha passado e que se os médicos obtiverem êxito na próxima cirurgia, a mãe já manifestou o desejo de abraçar todas as pessoas que torceram para que ela sobrevivesse.


“Estamos mais calmos agora, mas foram dias de pânico nesse hospital ao acompanhar minha mãe. Com a ajuda de Deus e dos médicos que estão fazendo de tudo para salvar o braço dela que restou, em breve esperamos estar em casa novamente”, encerra.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com






713 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png