• Nael Rosa

"As três instituições do país estão falhado", diz Lasier Martins em visita a Piratini

Foto: Nael Rosa

Senador se disse impressionado com o acervo do Museu Histórico Farroupilha

O senador Lasier Martins (Podemos), esteve em Piratini nesta sexta-feira (10), onde além de compromissos políticos visitou o Museu Histórico Farroupilha, segundo ele, o principal motivo de sua vinda ao município.


Conforme Martins havia nele uma curiosidade muito grande de conhecer o prédio que abriga um imenso acervo que remete à revolução de 1835, o que lhe deixou impressionado.


“Há muitos anos eu queria vir aqui (museu). Não acreditava que fosse tão completo e, além de histórico, retrata muito bem a epopeia farroupilha que tivemos no Rio Grande do Sul. Não tenho receio de afirmar que em Piratini está o mais importante museu do estado, pois em minha opinião, é o que tem o maior significado da história gaúcha. Fiquei impressionado e recomendo a todos que visitem”, destacou o senador.


Martins também esteve reunido com a direção da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) para quem recentemente destinou R$ 114 mil, e também com a gestão do Hospital de Caridade Nossa Senhora da Conceição, que recebeu através dele R$ 150 mil.


“Cerca de 80% dos R$ 16 milhões que me são destinados para transformar em emendas parlamentares, envio a hospitais, postos de saúde e para a compra de ambulâncias que são remetidas aos municípios, prioridades do meu mandato desde que cheguei ao Senado. Os valores que beneficiaram Piratini são modestos diante da necessidade, mas é sim uma maneira de ajudar essas instituições”, frisou.


Lasier Martins também falou do momento conturbado politicamente que vive o país, e admitiu que também omissões do Senado contribuem para esta situação, mas não apenas isso.


“Confesso que há sim muitas omissões do Senado. Tenho me decepcionado muito na minha luta contra a corrupção e a proliferação da impunidade, inclusive o fim da prisão em 2ª instância. Também destaco o comportamento lamentável do Supremo Tribunal Federal que atualmente é ideológico e político. Há erros ainda cometidos pelo Governo Federal. O Congresso está falhando muito, enfim: as três instituições mais importantes do país tem falhado em demasia e contribuído para que 36 milhões de pessoas atualmente passem fome no Brasil, resultado da falta de políticas que combatam a desigualdade social e econômica. Para acabarmos com isso nós precisamos de uma nova revolução sem armas, mas de costumes e de administração pública”, opina.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

387 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png