• Nael Rosa

Manoelão diz que Vitão governa isolado, sem a participação do Progressistas



No parlamento piratiniense, mesmo pertencendo à base aliada, o Progressistas, através de seus dois representantes, tem sido o partido mais crítico ao governo Vitor Ivan Gonçalves Rodrigues, o Vitão (PDT), mais até que a própria bancada de oposição a cargo PMDB, comportamento que pode indicar que a sigla poderá desembarcar da coligação, terminado a parceria que dura 18 anos e cinco gestões.


Manoel Rodrigues, que será o presidente da Câmara em 2020, ano de eleição municipal, é o mais incisivo e suas posições contrárias ao que ele considera um comportamento unilateral de Vitão, o qual afirma governar isolado.


“O prefeito não nos chama para o diálogo, se isola ao se cercar de meia dúzia de pessoas e somente estas decidem. Isso certamente poderá impactar no futuro do Progressistas no governo, pois somos da coligação, mas não temos peso nenhum nas decisões”, disse Manoel Rodrigues em entrevista ao Eu Falei.


O vereador acrescentou que seu partido não é o único da coligação a estar descontente, pois na sua concepção, parte do PDT e também o PT, se sentem excluídos.


“Somente o Sérgio Castro, (PDT) que é o líder do governo, tem participação, e o restante o Vitão não dá importância, nos isolando e não permitindo que participemos das discussões. Eu não concordo com as atitudes dele, o que não entendo, já que o prefeito depende de nós”, falou o parlamentar, que disse esperar uma mudança de atitude do chefe do Poder Executivo para que se passe a pensar imediatamente na atual conjuntura e na coligação como um todo, visando a eleição no ano que vem, mas ele alerta:


“Talvez não dê mais tempo para corrigir o que está errado e o que não concordamos”.


Já o vereador Alex Matos, atual presidente do Progressistas, é mais ameno e deixa em aberto a possibilidade de renovação da parceria, mas assim como Manoel, entende que talvez seja tarde para aparar as arestas.


“ Ainda não houve nenhuma tratativa que possa afirmar que permaneceremos ou sairemos do governo. Vamos analisar essa hipótese, mas para isso precisaremos sentar e ter uma conversa muito clara, uma vez que, da forma como está, entendo que não é somente o nosso partido que está descontente, mas sim a população de Piratini, que discorda do que acontece na atualidade enquanto administração do município. Nós temos sido críticos porque não concordamos com a condução que o prefeito tem e isso poderá sim pesar na balança quando chegar o momento de decidir se permaneceremos ou não, pois talvez seja um pouco tarde”, disse Matos.


Nael Rosa- redator responsável

Wats: 53-984586380

Cel: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

31 visualizações
funeraria.jpg
1/2
1/2
Registre-se no nosso site e receba avisos de novas notícias!
  • perfil oficial

© 2021 por Nael Rosa. Produzido por Piratini Commerce