• Nael Rosa

Bombeiros entram no segundo dia de buscas por corpo de piratiniense que desapareceu no rio Camaquã


Foto reprodução Facebook

Oneide já residiu no Passo da Olaria, em Piratini, cidade onde tem familiares

Uma equipe de mergulhadores entrou nesta quarta-feira (29) no segundo dia consecutivo de buscas pelo corpo do piratiniense Oneide Garcia, 55 anos, que desapareceu nas águas do rio Camaquã quando a embarcação a qual navegava na companhia do amigo, José Alex Garcia de Moura, que conseguiu se salvar, naufragou.


O fato se deu ao final da tarde do dia 27 de julho na divisa dos municípios de Pinheiro Machado, cidade onde Oneide morava, e Santana da Boa Vista.


Ele, que tem residência na localidade Alto Bonito, segundo Distrito, é um pecuarista conhecido na zona rural de Pinheiro, para onde mudou-se ao sair de Piratini quando deixou o terceiro Distrito, localidade da Olaria, época em que trabalhava como pedreiro.


A reportagem do site Eu Falei Piratini, conversou com a piratiniense Claudete Oliveira Dutra, prima de Oneide, com quem mantinha fortes laços de amizade e por muitos anos também de convivência.


“Estamos muito tristes e rezando para que o encontrem se possível com vida”, disse Claudete, mesmo ciente de que isso é muito pouco provável devido à violência das águas do rio em questão.


Segundo ela, que conviveu com Oneide desde a infância, o primo, que é casado e tem uma filha já adulta, sempre se mostrou uma pessoa que gostava de estar junto dos seus.


“Ele tem oito anos a mais que eu, portanto cresci junto dele que é muito carismático e sempre procurou estar junto da família. Estamos abalados”, disse a familiar.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 53-9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

1,486 visualizações
funeraria.jpg
1/2
1/2
Registre-se no nosso site e receba avisos de novas notícias!
  • perfil oficial

© 2021 por Nael Rosa. Produzido por Piratini Commerce