• Nael Rosa

Nova festa clandestina é registrada pela fiscalização municipal em Piratini

Foto: Nael Rosa

Segundo a Secretaria de Saúde de Piratini, uma festa clandestina promovida na madrugada do domingo (21), no Balneário Carlos Carvalho, não pôde ser interrompida pela fiscalização e também pela polícia devido ao baixo efetivo da Brigada Militar (BM) que no momento do fato tinha em sua guarnição móvel apenas dois policiais.


Na manhã posterior à denúncia, a prefeitura divulgou uma nota lamentando o ocorrido no momento complicado que também vive o município que até o último boletim divulgado contabilizava 243 casos de pessoas contaminadas pelo coronavírus.


Em contato feito pela reportagem, a secretária de Saúde, Gerusa Porto, lamentou o acontecido, mas ressaltou que a BM tem sido parceira para este tipo de trabalho, portanto, caberá ao município fazer contato com o comando da instituição para que o efetivo disponível seja ampliado.


Sobre mais esse flagrante de irresponsabilidade diante da pandemia, ela destaca que mesmo com o esforço contínuo da fiscalização e das equipes de saúde, o vírus está se proliferando, assim, diante dessa situação, é imprescindível o esforço coletivo.


“Os casos estão aumentando e se assim continuar, em breve estaremos sob bandeira preta, o que não queremos e é possível evitar. Para isso se faz necessário a conscientização da comunidade como um todo, pois já observamos que a contaminação não se dá na indústria ou no comércio, mas sim nas atividades sociais, nas festas que estão sendo realizadas em meio a um processo da vacinação que alheio a nossa vontade é lento. Precisamos mais do que nunca do comprometimento e da união de todos”, ressaltou Gerusa.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com



1,153 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png