top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Após sete horas de apuração, Piratini conhece as eleitas para o Conselho Tutelar

Foto: Nael Rosa

Rosângela, Mariza, Aline, Nilsa e Bruna, foram eleitas e ficam no cargo até 2027

Foram necessárias sete horas de uma apuração cansativa para que a população de Piratini conhecesse quem vai estar à frente do Conselho Tutelar do município pelos próximos quatro anos.


Já era madrugada de segunda-feira (02), quando foi concluída a contagem dos 2.163 votos depositados pelos eleitores nas oito urnas disponibilizadas na cidade e zona rural, votação manual que originou críticas de muitos dos envolvidos no processo, e também motivo pelo qual muita gente que esperava na fila após às 17h, horário previsto para o final de parte do processo, ter desistido de votar mesmo que uma senha garantisse o acesso à seção, o que foi finalizado às 18h do domingo, 1º de outubro.


A exemplo do que ocorreu no último pleito, novamente somente mulheres foram eleitas para as cinco vagas existentes.


A campeã na preferência do eleitor piratiniense foi Bruna Ferreira Gomes, 27 anos, que se reelegeu com 538 votos. A seguir, uma cara nova na composição do órgão que cuida dos direitos da criança e do adolescente: Rosangela Rodrigues foi a segunda mais votada com 324 votos, seguida de Mariza Motta, outra reeleita, com 220 votos, assim como Nilsa Oliveira da Silva, que também se reelegeu com 216 votos. Completando o quinteto de conselheiras, outra estreante: Aline Lopes, que alcançou o objetivo almejado ao fazer 213 votos.


Reportagem: Nael Rosa


1.057 visualizações

Comentarios


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page