top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

" Não era pra ser ele", diz sogra de vítima executada com tiros na cabeça no bairro Vila Nova

Foto: reprodução Facebook

Jardel tinha 26 anos e foi vitima do primeiro homicídio em Piratini este ano

A vítima do primeiro homicídio de 2023 em Piratini pode ter sido morta por engano. Ao menos é o que acredita a sogra, a qual terá seu nome preservado nessa reportagem.

Segundo a mulher, Jardel da Silva Einhart, 26 anos, que foi executado com tiros na cabeça no Bairro Vila Nova na noite do sábado (11), por dois homens que chegaram em uma moto preta e já atirando, não possui envolvimento com o tráfico de drogas, portanto não tinha dívidas com traficantes.

“Segundo minha filha com quem meu genro tinha um filho de dois anos, os homens chegaram gritando que era pra matar o guri filho da dona da casa e foram logo atirando. Ocorre que eles estavam visitando uma amiga nessa residência, então acredito que o alvo não era ele”, relatou a sogra, acrescentando que sua filha ficou em estado de choque com a tamanha brutalidade.

Após matarem Jardel, os autores dos disparos fugiram do local do crime e a Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar o fato.


Reportagem: Nael Rosa

4.910 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page