• Nael Rosa

Empresária ainda busca uma solução para que Estação Rodoviária de Piratini volte a funcionar

Foto- Maico Borges- Piratini News

Segundo empresária, pouco espaço para o estacionamento dos ônibus impede funcionamento

O serviço de venda de passagens intermunicipais e também para a zona rural de Piratini, que é explorado pela empresária Franciele Peglow desde 2018, passou a ser um problema que ainda necessita de uma solução.

Depois de anunciar no princípio de agosto, mês em que a cidade ficou sem local para chegadas e partidas de ônibus, que em setembro a Estação Rodoviária do município passaria a funcionar na Avenida Maurício Cardoso, na segunda-feira (31), a direção anunciou para a imprensa que o novo prédio passaria a abrigar o serviço na Rua Manoel Serafim da Silveira na terça-feira (01), a cerca de cem metros do endereço prometido, o que também não aconteceu para a frustração não só de Peglow, mas também dos usuários que continuam sem uma referência na hora de embarcar.

“Estamos com tudo pronto, mas um parecer contrário da Prefeitura impediu a abertura alegando que a rua é estreita demais para que os ônibus estacionem. Também há um abaixo- assinado organizado por uma moradora vizinha para que não funcionemos aqui, o que segundo eu soube, não teve impacto na negativa, embora eu ache que tenha influenciado”, explicou a empresária.

Sobre o que informou em agosto, ela disse que na verdade a rodoviária não foi para uma das duas avenidas principais situadas no Centro Histórico, por divergências no valor do aluguel acertado.

“Não foi possível devido a um desacerto no que diz respeito aos valores até então acordados quanto ao que pagaríamos pelo aluguel, o que ocorreu próximo a data para o início do serviço, o que nos levou a procurar e encontrar este novo local”, explicou.

Ela concluiu afirmando que entrará com um pedido junto à prefeitura onde oferecerá como saída para a situação que os ônibus então estacionem na Rua Heitor Sória, que fica em paralelo ao prédio que não teve autorização para abrir.


" Vamos fazer de tudo para que liberem, pois as pessoas ficarão expostas à chuva, ao sol e a outros riscos sem o funcionamento do novo prédio", finalizou.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 53- 9- 99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

757 visualizações
funeraria.jpg
1/2
1/2
Registre-se no nosso site e receba avisos de novas notícias!
  • perfil oficial

© 2021 por Nael Rosa. Produzido por Piratini Commerce