• Nael Rosa

Covid: Secretário entende que o comportamento das pessoas é maior problema

Foto: Elis Garcia

Secretário disse que infelizmente não vê mudança de comportamento das pessoas

Com mais de 900 casos registrados, Piratini preocupa entre os pequenos municípios da Zona Sul que veem os diagnósticos de Covid-19 crescerem a cada boletim emitido.


A situação é encarada com extrema preocupação pelo secretário de Saúde Cassio Segatto, que atribui os altos números da pandemia ao comportamento da população como um todo.


“Um dos problemas mais complexos é o relaxamento por parte de um grande número de pessoas com relação às medidas que podem frear a contaminação. Ainda tem gente que não usa máscara e, pode parecer inacreditável, continua se visitando, inclusive aos finais de semana, mantendo hábitos que não são aconselháveis, como por exemplo, compartilhar o chimarrão”, disse o secretário, que não vê uma mudança à vista.


“Infelizmente, mesmo diante da gravidade da doença, eu não vejo uma alteração no comportamento de muitos. Quando quem suspeita que está com Covid procura as unidades da Saúde, é normal relatar que, sem saber, esteve visitando alguém contaminado e com este compartilhou objetos. Infelizmente de nada adiantam as campanhas preventivas de esclarecimento”, reclama Segatto.


Ele acrescenta que os comerciantes não suportam mais serem apontados como culpados pela proliferação do vírus, mas admite que alguns deles também desobedecessem às normas.


“Alguns deles também estão errando e tudo isso poderia sim ser evitado, mas está cada vez mais complicado. Aumentamos a fiscalização, mas alterar a forma como age o ser humano é algo complicado, ou seja, quem não se conscientizou até agora, vai ser difícil faze-lo”, conclui.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com

650 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png