top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Polícia conclui que ex-funcionária da Prefeitura pediu propina a artistas na Semana Farroupilha 2022

Foto: divulgação

Pouco mais de oito meses após a denúncia feita por um dos músicos que foram atração na Semana Farroupilha de Piratini, edição 2022, a Delegacia de Polícia Civil de Piratini concluiu na segunda-feira (29) o inquérito que investigou uma então funcionária da Prefeitura lotada na Secretaria de Cultura e Turismo por corrupção.


Segundo as conclusões do delegado Rafael Vitola Brodbeck, a funcionária, demitida pelo prefeito Márcio Porto logo após a denúncia vir à tona, solicitou propina a artistas contratados para se apresentarem no evento. A investigada, que não teve o nome revelado, ao contratar as atrações, pedia que parte do dinheiro pago aos músicos fosse devolvida a ela, como modo de garantir a realização dos shows.

“ Foram colhidos depoimentos e juntadas outras provas, como comprovantes de pagamentos via Pix, os quais demonstram claramente a conduta da investigada em solicitar ou receber vantagem ou promessa de vantagem em troca de algum tipo de favor ou benefício particular. A investigação constatou claramente que houve solicitação a alguns artistas de repasse de uma porcentagem sobre o valor pago a eles pela administração pública para que seus shows pudessem ser realizados”, detalhou o delegado.

A investigada foi indiciada como incurso no art. 317 do Código Penal, corrupção passiva.


Reportagem: Nael Rosa

993 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page