• Nael Rosa

Prefeitura firma convênio com a Apae e vai tirar do papel projeto para a prática de esportes

Foto: Elis Garcia

Presidente da Apae, Lisete Frizzo, com o prefeito Márcio Porto

A Prefeitura de Piratini firmou termo de fomento com a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais de Piratini (Apae) , o que vai oportunizar tirar do papel o projeto Esporte: reabilitação e desenvolvimento sócio educacional, que visa entre outros objetivos, a reabilitação dos pacientes atendidos pela instituição, bem como proporcionar que estudantes da rede municipal de ensino usem o ginásio que está em fase final de construção, para a prática de esportes.


De acordo com a presidente Lisete Frizzo, o convênio que vai permitir que a prefeitura repasse R$ 180 mil para os cofres apaianos, vai possibilitar ainda que o município envie os R$ 500 mil decorrentes de emendas parlamentares, soma que junta vai propiciar que a cobertura do prédio seja instalada.


“Não podíamos receber de forma direta os valores das emendas, então esta cifra foi repassada ao município que agora vai encaminhar para a Apae. Com estes montantes nós queremos colocar a cobertura do ginásio, etapa da obra que vai nos custar R$ 650 mil”, detalhou Frizzo.


Ainda de acordo com a presidente, a intenção também é colocar o piso e as aberturas. Para isso, ela disse contar com promessas de valores a serem doados à Apae, bem como os recursos que foram destinados por pessoas através de um percentual do Imposto de Renda ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (Comdica).


“Além desse valor a que temos direito e que está no Comdica, vamos atrás de promessas de recursos que nos foram feitas e com isso possamos avançar etapas na construção”.


Quanto à parceria com a prefeitura, Lisete Frizzo que isso vai proporcionar ao município algumas vantagens em relação à utilização do novo espaço, o que sempre foi uma meta do projeto.


“Além de melhorar a qualidade de vida dos 120 alunos que temos, o ginásio vai também receber crianças e jovens de escolas de educação infantil e dos demais educandários de responsabilidade do município. Quando pensamos na criação do ginásio, objetivamos que ele atendesse inclusive a esses estudantes, já que a cidade tem uma carência de locais para a prática de esportes, o que vai ser sanado quando o prédio estiver em funcionamento”, arrematou a presidente.



Reportagem: Nael Rosa com o auxílio da assessoria de comunicação

86 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png