top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

PT decide que vai estar ao lado de Vitão, e terá candidato a vice no pleito de 2024

Foto: Nael Rosa

Jovan Lima foi cogitado para ser pré-candidato a vice de Vitão, mas garante que prefere apoiar Gabriel Nunes-

A corrida eleitoral para a Prefeitura de Piratini teve essa semana mais um capítulo importante. Na sua segunda tentativa de retomar o poder, Vitor Ivan Gonçalves Rodrigues, o Vitão, do PDT, terá como candidato a vice em sua chapa em 2024, um petista.


A informação foi repassada à reportagem pelo presidente do PT no município, Jovan Lima, que disse estar o partido motivado pela expressiva votação que Edegar Pretto e Lula obtiveram na cidade na eleição realizada ano passado, o que fez com que eles decidissem que havia chegado a hora de compor a majoritária na busca por comandar o Poder Executivo da Capital Farroupilha.


“Edegar e Lula venceram bem em Piratini, e isso nos levou a decidir, inclusive, em ter uma chapa pura no próximo ano, ou seja, só com candidatos do PT. No meio desse processo, chegou o convite para que compuséssemos com Vitão. Debatemos internamente e optamos por aceitar ter o candidato a vice, o que vamos fazer por entender que o PDT possui um alinhamento mais próximo do nosso, pois é de centro-esquerda”, explicou Lima.


Ele falou também sobre os boatos que circulavam nos bastidores políticos que davam conta que o PT, que decidiu em dezembro de 2022 votar com a situação através de José Auri Soares, único vereador petista no Legislativo, iria apoiar o atual prefeito, Márcio Porto (MDB).


“Sei que extraoficialmente se cogitava essa possibilidade, mas asseguro que nunca recebemos nenhum convite do MDB depois que o Auri, que é presidente da Casa, decidiu compor chapa com a base de sustentação do prefeito. Sobre isso, o que tenho a dizer é que Prefeitura e Câmara são poderes independentes, e então, compor com os quatro parlamentares da situação atualmente, não significa apoio irrestrito ao Márcio”, garantiu.


Sobre o nome do pré-candidato a vice na chapa com Vitão, Lima revelou que o PT cogita dois nomes, entre eles o seu, mas que ele mesmo tem sua preferência para participar do pleito que se aproxima.


“O meu nome é um dos que o partido cogita, mas se ele aceitar, como bom aluno, eu abro mão e apoio o professor Gabriel Barcellos Nunes para estar ao lado do Vitor Ivan nessa tentativa de retomar a Prefeitura de Piratini, missão que não será fácil, uma vez que, nenhuma eleição é, mas que se tornou menos difícil em virtude, na minha opinião, dos problemas econômicos que o município passou a enfrentar com o atual prefeito, que admito, vinha numa ascendente, o que não é mais uma realidade”, finalizou Lima.


Reportagem: Nael Rosa

791 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page