• Nael Rosa

"Estamos a mercê dos bandidos', diz funcionário de fazenda assaltada


Seis dias depois do primeiro ataque do ano, o que aconteceu na Ponte do Império 5º Distrito em uma propriedade à beira da BR 293, no dia 3 de janeiro, a quadrilha de assaltantes que vem apavorando quem mora e trabalha na área rural de Piratini, atacou novamente.


A forma de agir foi a mesma: entre quatro e cinco homens fortemente armados e encapuzados, renderam o caseiro da fazenda Agropecuária da Barra, na 4ª zona do município logo após a meia- noite deste dia 9 e roubaram o que foi possível carregar em um reboque da propriedade.


Fábio Fetter Júnior, também funcionário da fazenda, conta que não há dúvidas de que os bandidos estavam vigiando o movimento, pois ele deixou o local por volta das 21h e pouco depois o fato aconteceu.


“Um dos criminosos que estava com roupa camuflada e de touca ninja, rendeu o senhor que trabalha de caseiro. O bandido ordenou que ele deitasse virado para o solo enquanto os demais roubavam dois televisores, duas geladeiras, motosserra e tudo mais”, contou Fetter.


Os homens também levaram o celular do funcionário, bem como toda a quantia em dinheiro que ele possuía. Todas as rodas do carro do caseiro foram retiradas e também roubadas, e os pneus da moto foram furados na intenção que não houvesse perseguição à quadrilha.


Apavorado, Fetter disse que a fazenda assaltada fica em um corredor onde estão situadas seis propriedades, sendo que cinco delas passaram pela mesma situação, o que deixa a sensação de medo e insegurança.


“Estamos nas mãos deles, à mercê dos vagabundos. A situação é tão crítica que se eles vierem outra vez vão levar tudo de novo. A segurança é zero e precisamos de forma urgente de uma patrulha rural”, reclama o funcionário.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com



1,073 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
eufalei.png