• Nael Rosa

" Estamos com o alerta ligado", diz secretário de Saúde sobre aumento de casos de Covid

Foto: Elis Garcia

Secretário pediu a colaboração de todos para impedir avanço da Covid

Nas últimas 48 horas Piratini registrou 16 novos casos de Covid-19, pondo fim a estabilidade que já durava meses e foi conquistada com a vacinação em massa da população.

Segundo o secretário de Saúde Cássio Segatto, esse aumento significativo nos diagnósticos faz com que o município ligue o alerta para que não se retorne a um cenário preocupante quando era comum registrar até 30 pessoas por dia com a doença.


“ Estamos atentos, mas com flexibilização dos protocolos por parte do governo do estado, de certa forma já esperávamos que mais pessoas passassem a circular com vírus no organismo, cito como exemplo a liberação de pistas de dança e de eventos em geral, o que oportuniza a contaminação”, disse Segatto.


Ele destacou ainda que a grande maioria dos novos contaminados está com a vacinação completa, o que impede casos graves da doença, mas que os novos números estão assustando e fazendo com que mais gente busque os serviços de saúde e também as farmácias para fazerem os testes que detectam o coronavírus, o que nem sempre é eficaz, pois muitas vezes ainda não deu tempo da enfermidade se manifestar.


“Isso é comum, pois como quase todo mundo está vacinado, a maioria nem sabe que está com Covid, e quando descobre precisa apenas ficar em seu domicílio aguardando que a doença passe, portanto sequer precisa de atendimento hospitalar, o que não nos impede de ficarmos atentos para não retornarmos ao patamar anterior”, acrescentou.


Para impedir que o vírus torne a ser motivo para fechamento do comércio, o secretário disse que já se reuniu com a fiscalização do município onde pediu que esta reforce as rondas para exigir que os protocolos de segurança sejam cumpridos, principalmente em estabelecimentos noturnos, um dos setores mais prejudicados com a pandemia.


“ Eles, os bares e festas, estão entre aqueles que mais sofreram com a pandemia. Então não basta a fiscalização, e sim é preciso a conscientização de todos, proprietários e frequentadores, que precisam obedecer os protocolos para não corrermos o risco de tudo tornar a fechar outra vez”.


Vacinação


Segatto concluiu informando que o município receberá nas próximas horas 650 doses da vacina AstraZeneca, imunizante que está em falta na cidade, o que já impossibilitou que mil pessoas recebessem a segunda dose desta vacina que começa a ser aplicadas na população a partir desta sexta-feira (29).


Por seu um número insuficiente, ele informou que quem desejar por ter a imunização completa com a vacina da Pfizer, o que já é possível fazer nos postos de saúde, bastando para isso que a pessoa tenha feito a primeira dose de AstraZenenca a mais de oito semanas, sendo isso a intercambialidade de vacinas. Ele salienta que Inclusive já há estudos que atestam o aumento de proteção quando duas vacinas diferentes são usadas.


Para permitir a imunização, amanhã (29) o Posto Central vai abrir entre 18h e 20h, e no sábado entre 08: 30 e 11h.


Reportagem: Nael Rosa

Contato: 9-99502191

Email: naelrosaeufalei@gmail.com



274 visualizações
Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png