top of page
  • Foto do escritorNael Rosa

Vereador Serginho pede a descentralização dos serviços prestados pela Farmácia Básica em Piratini

Foto: Nael Rosa

Vereador Sérgio Castro argumenta que descentralização facilitaria a vida dos usuários do SUS

O vereador Sérgio Castro (PDT), aprovou junto à Mesa Diretora do legislativo de Piratini, um requerimento onde pede à Prefeitura a descentralização da Farmácia Básica, unidade que distribui medicamentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), à população.


Castro solicitou que o serviço passe também a ser prestado na Vila do Cancelão, situada a dez quilômetros da sede do município, ficando concentrada a distribuição na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Virgínia Porto, referência para atendimento médico dessa população.


“O que me levou a propor essa mudança é a enorme quantidade de pedidos e reclamações que chegaram até mim. Os usuários da ESF reclamam que, após a consulta com o profissional que atende no local, precisam gastar com ônibus, táxi ou carro de aplicativo para vir até a Farmácia Básica retirar o medicamento prescrevido”, argumenta Castro.


Ele destaca que, essa descentralização da distribuição de remédios é um modelo de sucesso adotado em várias cidades do país, portanto em Piratini, o caráter para que isso ocorra é de urgência.


“É preciso agilidade por parte do município em implantar aqui, pois dá certo e por consequência fornece amparo à população que não reside na área urbana e com isso tem mais dificuldade em acessar o serviço. Quando a prescrição por parte do médico não for de medicamentos controlados, se torna mais fácil entregar os mesmos nas unidades de saúde”.


Sobre o assunto ouvimos o secretário de Saúde, Wilbor Duarte Pinheiro. Ele assegurou que, quando a demanda proposta pelo parlamentar chegar as suas mãos, vai analisar com bons olhos, mas que de certa forma, essa entrega de remédios já é feita.


“Vou analisar, mas reitero que para manter uma farmácia funcionando na Virgínia Porto ou em qualquer outra unidade situada na zona rural, se faz necessário um responsável técnico. Atualmente, na ESF citada pelo vereador, o serviço de distribuição de remédios básicos é feito às quartas-feiras quando ocorre o atendimento noturno, bem como nos mutirões itinerantes que realizamos pelo interior, quando parte da estrutura da Farmácia Básica é colocada à disposição. Para isso, esta gestão contratou uma farmacêutica que acompanha essa entrega de remédios a quem consulta. Então, de certa forma, já prestamos o serviço”, garante.


Reportagem: Nael Rosa

323 visualizações

Comments


Modelo anúncio entre notícias2.png
Modelo anúncio entre notícias2.png
bottom of page